Supera, Amigo!

Você pode ler este texto ouvindo “Um Dia Após o Outro”  ou “Dog Days Are Over”, porque a gente é eclético por demais. haha 😉

superar #supera #superar supera

Amigo, supera!

 

Tá certo que é difícil, tá certo. Tá certo que porre maior do que esperar o tempo fazer o seu papel não tem, mas é só isso mesmo.

Quando só tem um vivendo a história, faz sentido bater pé com o destino? Faz sentido ter de volta qualquer coisa que nem existe mais no universo? Vai atrair o que pedindo de volta uma coisa que foi criada pelas suas próprias expectativas dentro da sua cabeça apenas?

Parece cruel, parece maldade, mas não é. As vezes a gente só queria mesmo era se encaixar no outro pra poder usar todo este sentimento que ele sente por nós e retribuir. E a gente tenta, e a gente briga com qualquer coisinha teimosa que mora dentro da gente e fica repetindo o tempo todo pra gente cair fora desta.

Se a escolha fosse dela, acredite, ela ia se apaixonar perdidamente por você. Ia escolher ver infinitos pores do sol ao seu lado e no de mais ninguém. Ela ia escolher com certeza, matar aquele incomodo dentro do estomago sempre que ouve uma declaração tua e não sabe o que dizer. Ela ia abandonar tudo, não ia ligar pra mais nada, só pra passar o dia todinho com os pés enroscados nos seus num dia nublado de domingo. La fora não importaria. Ela apagaria mil passados, mil pudores, mudaria mil conceitos, reinventaria a sua forma de encarar a vida só pra poder ser mais leve junto com você.

Mas não funciona assim…

Quem é que escolhe não viver uma coisa bonita? Simples, quem é sincero consigo mesma e com o mundo e tem coragem o suficiente pra assumir que: “é perfeito, mas não é pra mim.”

E haja maturidade pra isso.

As vezes os sentimentos não se encontram, as vezes as almas não se sentem da mesma forma, isso não deve doer tanto assim. A vida vai te ensinar a lidar com a falta de reciprocidade sem que a gente precise culpar o outro ou a nós mesmos pelo ‘dedo podre’ de toda vez.

Aos poucos a janela que era só frestinha se escancara e a vista desembaça. As opções são muitas, as opções são tantas e o talvez as vezes se fantasia de certeza pra sair pela rua. Quando a gente começa a enxergar o outro como ele realmente é, a gente percebe quantos monumentos nós construímos sob palitos de dente bambos, a gente percebe a imensidão do mundo lá fora refletido no próprio coração, e a gente aprende que o outro não tem culpa do que sente e muito menos do que não sente.

E a gente supera.

Supera, amigo!

 ❤


Bia

Para efeitos de direitos autorais, as imagens utilizadas nesta postagem não são de autoria deste blog. Qualquer problema ou reclamação quanto aos direitos de imagem podem ser feitas diretamente com nosso contato. Atenderemos prontamente.

Um comentário em “Supera, Amigo!

Deixe uma resposta