o que vc esta fazendo da sua vida

O Que Você Está Fazendo Da Sua Vida?

Fundo

 

 

Ontem, enquanto eu rolava de um lado para o outro no tapete felpudo da minha avó, ela me lança essa pergunta:

– O que você está fazendo?

– Rolando!

– Não. Da vida!

– Que pergunta mais filha da puta! – Pensei alto por alguns minutos.

Minutos estes em que fui favorecida pela falha do aparelho de surdez da minha vó que me retribuiu a frase com um:

– Heeeein?!

–  Vó, eu sou a preferida para uma vaga de chefia de uma importante multi-nacional. Estou escolhendo meu vestido de noiva e acredito que até o fim do ano que vem darei bisnetos gêmeos e sem alergias, bem asseados e educados, pra senhora. Eu não disse antes por modéstia, mas eu sou um gênio da engenharia e estou com várias propostas de teses para o meu mestrado, isso em diversas universidades espalhadas pelo mundo. Acredito que a nasa vai receber um projeto meu em breve e se tudo der certo, a minha casa, aquela que estou construindo no bairro mais nobre da cidade, ficará pronta dentro de 2 meses e meio. Todos no mundo me amam, e eu tenho plena certeza de que todas as minhas decisões vão dar certo. Tenho saúde, família formada, grana pra caramba e sou feliz.

Na verdade, essa não foi a minha resposta (Até porque eu jamais geraria filhos sem nenhuma alergia – risos-).

– Eu escrevo! – Falei.
Os seus olhos não se desviaram do crochet, mas as sobrancelhas levantaram como se previssem uma avalanche, uma erupção ou qualquer catástrofe equivalente.  E eu entendi aquilo como um “bééééé” (pense em uma sirene bem alta que soa quando as pessoas dão respostas erradas em programas de tv).
As vezes a nossa verdade não soa tão bem quanto deveria, e a reprovação que nos é retornada é como soco no estômago.

Passei a manhã toda em frente ao computador pensando em como poderia ter respondido esta pergunta de uma forma melhor. Não por que queria gerar uma reflexão em torno disso tudo, mas por simplesmente não conseguir abandonar a inquietação de ser sempre desmotivada pelo retorno das reações das pessoas ao saber no que eu estou realmente investindo meu tempo.
Eu não tenho como explicar, tudo que eu escolhi é novo e sem forma, e, acredito que a única forma de demonstrar que dá certo é tentando. Por outro lado, eu estou cansada de ter que explicar tudo com tantas palavras para todos, eu estou cansada de pensar que tenho fazer isso.
Eu não preciso que ninguém acredite em mim, é uma tarefa chata e exaustiva que, na grande maioria das vezes, nem eu consigo realizar com sucesso. Mas eu não preciso de mais julgamentos e dúvidas. Acredite, sou bastante rígida nestes quesitos.
Nas próximas vezes que tiver que responder a uma pergunta destas, eu vou usar meu bom humor e dizer qualquer coisa que me provoque um riso frouxo, depois vou mudar de assunto, talvez falar do tempo. Não importa o que eu estou fazendo, o que importa é que estou muito bem, obrigada.

Preocupe-se comigo quando eu desistir de tudo que me traz alegria e resolver me dedicar unicamente a um emprego que me traga grana e apenas grana no fim do mês. Preocupe-se de verdade quando este dia chegar, porque neste ponto, terei desistido de tudo, de mim, dos sonhos e dos planos, e eu, certamente, estarei extremamente infeliz.

Mas não hoje. Hoje não. Hoje, apenas me deixe tentar e acreditar.



Bia

Deixe uma resposta