Ground Control to Major Tom  [Filme: A Vida Secreta de Walter Mitty]

Ground Control to Major Tom  [Filme: A Vida Secreta de Walter Mitty]

Será que existe alguém no mundo que permaneça 24 horas por dia na vida real? Assim, sem fugir nem por um minutinho para uma utopia inventada e desejada que possivelmente nunca vá acontecer?

Sempre me perguntei isso.

Sonhar é bom. E faz parte da vida isso, de sonhar acordado.

Todo tipo de sonho é bom, desde aqueles que te fazem vislumbrar uma situação tipo: Comprar algo que quer muito ou conhecer algum lugar ou alguém…

E é bom também sonhar com algo com “menos chances de acontecer”. Tipo, conhecer extraterrestres ou encontrar o Elvis na rua.

Existe um tipo de sonho “meio termo” também. Que é aquele que nos assombra sempre e que nós não acreditamos ser possível pra nós. Fulano conseguiu porque ele pode, mas eu não. Eu não consigo.

Eu tenho certeza que você também tem algum pensamento deste tipo. De querer muito fazer uma coisa que é perfeitamente possível, mas que quando você se imagina fazendo você acha um absurdo. Acha que jamais conseguiria. Que não é pra você.

Me lembro de um diálogo que ouvi uma vez, mais ou menos como:

– Imagina! Eu? Pff! Não daria certo.

– Não daria certo? Você tem certeza? Sabe, acho que você tem mais chances de conseguir se der um passo.

E bom, claro que eu estou aqui para fazer uma analogia entre vida real e whatever que eu tenha visto por aí, e neste caso, será um filme.

“A Vida Secreta de Walter Mitty”

Um filme de 2013, que se você não viu, vale a pena ver Se você gosta de lindas paisagens, ou se você apenas curte música boa, porque a trilha sonora é incrível, (e, sim. Temos uma playlist. E está aqui, pra você conferir também – Na verdade eu aconselho que você ouça enquanto lê este texto).

Walter é um sonhador assumido com uma vida pacata e sem grandes emoções. Assim como a vida da maioria de nós. Um cara normal, numa vida normal.

O momento em que Mitty começa a não ter mais tantos “apagões”, sonhando acordado, é quando a sua vida fica tão interessante e tão diferente do que era, que ele simplesmente não sente mais a necessidade de fugir da realidade. Inconscientemente, ele só vive o agora, que, desta vez, está realmente valendo à pena.

Ao longo do filme, o que eu percebi, foi que existem inúmeros momentos de superação interna (que é a mais difícil), e ele deveras chegou muito, muito longe. Se ele tivesse planejado tudo isso, provavelmente nunca teria chegado à metade do caminho. Mas não houve planejamento, não houve cuidado, houveram degraus que foram superados, um de cada vez.

Walter foi simplesmente olhando pra cada um deles, sem se esforçar pra ver a continuação da escada. Ele só dava o passo seguinte. Sem saber o que vem por ai, nem se alguma coisa ia dar certo, sem mapa, sem destino. Ele só dava o próximo passo.

A essência que ficou em mim de tudo isso, foi que de fato, não importa se você não bota fé em você, não importa se parece impossível ou ridículo. Você não precisa conhecer o caminho todo, você nem sequer precisa conhecer o próximo “quarteirão”, mas caso um dia você tenha a intenção de fazer uma realidade tão interessante a ponto de que seja mais emocionante permanecer sobreo do que em uma realidade inventada, então, você vai precisar dar o primeiro passo. Esqueça o quão longe, o quão grande, o quão amedrontador pode ser. Só respire fundo e dê o próximo passo.

<3

Obs. 1: Assista ao Trailler do filme:

Obs. 2: Ouça a Playlist. As músicas são realmente incríveis.

3 comentários em “Ground Control to Major Tom  [Filme: A Vida Secreta de Walter Mitty]

Deixe uma resposta