Economizar Grana Com Vista Pro Mar

Fundo

 

Bora viajar gastando pouco ?
Viajar em grande estilo? Assim, sem preocupação com pequenos detalhes e surpresas indesejadas de última hora? Bora?

Numa bela manhã do ano de 2014, enquanto eu tomava o meu café lendo as manchetes dos sites pelos quais eu navego diariamente,  pulou na minha cara a notícia de que a minha banda favorita dos últimos 15 anos era atração confirmada do rock in rio 2015. Eu, louca, talvez entorpecida de sono e emoção, corri para pegar o meu cartão de crédito, entrei no site e comprei o meu Rock in Rio Card, que caso você não saiba, é aquele ingresso que você compra sem a comissão organizadora ter anunciado todas as atrações do festival. Tipo uma pré venda de ingressos, pra gente muito fã ou ansiosa demais pra esperar liberar a venda definitiva e esgotar tudo como acontece todo ano.

Louca? Considerando a minha situação econômica era sim. E muito.

Mas agora não interessava. Eu ia ver a banda!!
Pois bem, chorei, esperneei, fiz inveja pra todos os meus amigos, comprei mais alguns ingressos pra gente que comprou a ideia comigo e só aí, neste ponto, começou a me bater uma pontinha de preocupação.
Gente, é no Rio. RIODEJANEIRO!
Mais de 700km daqui.
Pronto. Pirei. Eu não tinha passagem, lugar pra ficar, forma de se locomover. Nada. Eu só tinha o voucher do ingresso pro show que eu abraçava como se fosse um brinquedo novo.

Viajar só com uma galera de amigos pra um lugar novo pra todo mundo tem grandes chances de ser uma furada em vários níveis diferentes: gastar demais, comer mal, pegar uma hospedagem bem ruim, longe de tudo, não conhecer nada de bom na cidade e, pior: conhecer tudo de ruim porque escolheu o lugar mais errado para se hospedar.
Enfim, pensa em um rolê errado. Isso aí.

Procuramos e não foi pouco, hostel, hotel, casa pra alugar pra temporada, sites, telefones, e-mails, contatos com amigos, grupos de facebook, tudo. Balanceamos os preços de todas as opções, avaliamos todas as recomendações, procuramos cada localização no google maps, enfim. Tudo que tinha pra se fazer, nós fizemos.
No fim, optamos por uma empresa que intermedia aluguel de imóveis ou cômodos para turistões. Escolhemos bem e escolhemos lindo.
Ficamos bem localizados em um apartamento grande e super confortável, com todos os luxos que você quer pras suas férias em bairro nobre, perto de barzinho, praia, do festival, mercados, fast foods (que – PASME –  nem usamos), shoppings e tudo mais que você possa precisar. E pagamos barato!
Sério!
Não acredita?
Estamos falando de 7 dias, a 1 quarteirão e meio da praia em um apartamento de 3 quartos, todo mobiliado com tudo funcionando, inclusive ar condicionado, tv paga, internet e roupa de cama e banho. Apartamento lindo, seguro, com porteiro simpaticíssimo, e com uma vista pra Pedra da Gávea na qual eu descansava os olhos todas as manhãs, durante uns bons 30 minutos, enquanto tomava meu chá.
Bairro tranquilo com uma vida noturna bem interessante. Uma rua cheia de barzinhos logo na esquina do nosso Ap. E tudo isso a preço de quarto de hostel com cama de solteiro e banheiro comunitário no corredor. Pagamos cerca de 410,00 cada um pelos 7 dias de estadia.
A praia da barra? Perfeita. Tranquila e quieta. Uma vista de encher os olhos ( 360º).
Ficamos no posto 2, mas conforme você vai indo em frente, o movimento aumenta. Então, se não gostar muito de exclusividade, pode andar um pouco e ficar no posto 4 ou no 6…
Ponto Negativo: Estávamos a cerca de 40 minutos (sem transito, que nem chega aos pés do que chamamos de trânsito aqui em SP) de todos os pontos turísticos mais conhecidos (Copacabana, Leblon, Lagoa, Jardim botânico, Cristo)… Triste? Nem um pouco! Tiramos um dia dos 7 pra fazer um tour com uma empresa de traslado gente finíssima que tivemos a honra de contratar. O Rolê foi por onde deu, mas dava pra conhecer tudo a um precinho camarada. Confesso que, neste dia, sentimos saudades da Bohemia pacífica da Barra e assim que chegamos no ap, partimos para um passeio noturno na orla.
Os primeiros postos da barra são locais bem pouco explorados e com pouca gente.
O resto todo que nós visitamos estava abarrotado de gente, com muito mais risco de pagar mais por alguma coisa, ou de ser assaltado, mesmo.

Eu fiz uma compilação dos vídeos que eu gravei durante a viagem, que não foi muita coisa porque eu sou dessas que prefere guardar o momento na memória. Mas eu quero que você dê uma olhadinha em tudo que conseguimos fazer nestes 7 dias de Rio de Janeiro. Prometo que em breve estará no canal do Youtube (em construção) e linkado aqui neste post.

Viagem Inesquecível e aproveitando muito bem a grana.
Nossa viagem foi tão bem-sucedida que eu me sinto na obrigação de indicar os serviços que nos ajudaram a ter essa experiência única. Vou linkar aqui em baixo em forma de agradecimento, os serviços de hospedagem e aluguel de imóveis que utilizamos e escolhemos com uma sorte sem tamanho.
Desculpe o tamanho da postagem. Eu passaria muito mais detalhes acerca dos gastos e escolhas da viagem, mas acho que o texto já ficou grande demais. Talvez role um vídeo explicando tudo em detalhes, pra ajudar quem está pensando em montar um roteiro do nada pra qualquer destino, como estes, pra curtir com os amigos, família, ou até se conhecer melhor optando pelo roteiro sozinho.
Pesquise muito, verifique sempre as recomendações do imóvel (ou cômodo), reserve com muita antecedência de altas temporadas e eventos, e prepare-se para ter mil supresas em sua aventura. Todas elas muito positivas, claro.

Do mais a terra dos bixxcoitos é linda demais! 🙂

Muito Obrigada por ler.
Até!

> Passagem: http://oferta.vc/o1FT

> Hospedagem: https://www.airbnb.com.br/

> Traslados: https://www.facebook.com/agenciaomt
“Equipe Oh my trip!” (Vinícius foi o nosso motorista! Gente Boníssima!)


Bia

 

Deixe uma resposta