Cadê você?

Cadê você ?

Cadê você?
Onde é que está você aí dentro nesse emaranhado de problemas que você carrega na cabeça ?
Porque tanta preocupação com as decisões que as outras pessoas tomam a respeito da própria vida? Se preocupar com isso vai te levar pra onde ?
Quando é que você vai largar as rédeas que você acha está segurando deste monte de decisões que não estão nas suas mãos, pra segurar as rédeas da sua própria vida?
Quando é que você vai separar as decisões que dependem de você, e você coloca em banho maria pra quebrar a mente com decisões e preocupações que estão nas mãos de outras pessoas, situações ou problemas que não dependem de ações suas?
Quando você vai gastar seu tempo com você?
Quem é que vai cuidar das suas coisas enquanto você estiver aí com os olhos perdidos em coisas nas quais você não tem o poder de interferir ?

Quando é que você vai começar a por a sua vida na frente de todas as coisas que você acha que deveria poder mudar, mas não pode.
Quando você vai dar um start em todas estas coisas, estes planos jogados de lado enquanto você está em algum ponto do passado avaliando o que mais podia ter sido feito, ou olhando pra algum ponto do futuro com a ansiedade a mil sobre expectativas de tudo desmoronar.

Até quando você vai esquecer de tocar a própria vida só porque a vida de outra pessoa que você gosta não está andando.

E a hora que a vida desta pessoa começar a andar e você tiver que voltar a atenção pra sua própria, você vai se desesperar ao ver a bagunça que você deixou pra tras.
O outro segue em frente e você ficou pra traz, com a sua bagunça.
Quando vai se importar com o que realmente existe e está em suas mãos?

Não se anula pra cuidar do outro.
Não se faz metade pra cuidar do outro.
Não se deixa de lado pra ver o lado do outro.
Apenas pessoas inteiras e felizes conseguem ajudar.

Se não for assim, em algum momento, quando resolver recomeçar de onde partiu, vai ver que era você quem precisava de ajuda.
Mantenha-se no presente. Enquanto aos outros faça o melhor que puder, mas enquanto a você, faça tudo que estiver ao seu alcance. E se for pra perder uma noite de sono que seja dançando na festa do “dane-se quem paga as minhas contas sou eu”.
Tem caminho pra caramba ainda até você descobrir quem é e com quem quer se parecer, tem estrada pra caramba pra ser percorrida até você descobrir onde e com quem quer estar, divirta-se no caminho, mas não perca o foco olhando por cima da cerca do vizinho.
É aqui que você precisa estar, é agora.
Olha pra dentro. Se acha ai dentro dessa bagunça.
Fecha os olhos pra dançar consigo mesma.
Ouça a musica sem se preocupar com os sons do resto do mundo.
Tudo aqui é pra você. Esteja aqui.
Aproveite.
Ajude-se.
Faça alguma coisa por si mesma!

Enjoy the party, honey! 😉

Deixe uma resposta