Como escolher meu estilo?

 

como escolher meu estilo

 

Sabe aquelas pessoas que chamam atenção quando passam por você? Estilo marcante, forte. Decidido?! Tem gente que se veste de forma tão bem resolvida que você jamais as imaginaria jogando todas as roupas fora das gavetas sem saber o que vestir?

Todo mundo pira na hora de se vestir. Por mais que você seja a pessoa mais desencanada deste mundo com o visual, vai ter aquele dia em que tudo que você queria era ter aquela mão mágica daquela mesma pessoa, do começo da postagem, que passou por você toda cheia de estilo, que parece que já acordou linda.
Eu não sou essa pessoa, mas, mesmo assim  eu tenho umas dicas pra te passar que têm me ajudado bastante.

Primeiramente: Você precisa entender que o seu estilo é qualquer coisa que você se sinta bem usando naquele dia. Exemplo? Tem dias que a gente quer uma coisa mais chamativa, destacada e tal. Tem outros que tudo que a gente quer é se enfiar num neutro e sumir.  Então, a primeira lição é  respeite o seu próprio estilo.

Lembra aqueles vestidinhos tubinhos, curtinhos, super-apertadinhos que, ás vezes, vinham acompanhados de um elástico lateral pra ficar um pouquinho mais curtinhos? (e este tanto de diminutivo foi proposital. Pra você entender como eram pequenos). Eu, não me sentiria bem dentro de um deles. Pelo menos não com aqueles tecidos que marcam até os nossos pensamentos. Mas muita gente usou, porque gostava. E muita gente usou, porque estava na moda.

Isso é um erro grande: Usar porque está na moda.

Eu já comprei muita coisa neste impulso, sem gostar de verdade, e só o que eu consegui foi uma montoeira de roupa encalhada no armário. Isso porque não tinha nada a ver comigo. Essa é a primeira coisa que eu preciso que você entenda: o seu estilo, vai depender de você saber exatamente o que te agrada e entender o que mais tem a ver com você.
Complexo? Mas calma, que a gente vai começar devagar. Comece respeitando os seus limites quando foi comprar algo novo que tudo dará certo.

Ok, depois de todo esse trabalho interno, vamos começar a botar a mão na massa!

O Segundo passo é  buscar suas referências. Não é uma só não, quanto mais melhor. Você vai atrás de blogs, instagrams, e sites de pessoas das quais você sempre curtiu o estilo de se arrumar. Você vai criar um favoritos pra consultar sempre que quiser montar um look novo.

Vou deixar alguns instagrams que eu uso como referência no fim desta postagem. Isso não quer dizer que eu concorde com tudo que tem lá e copie. Quem dizer que eu pego o que eu gosto e tento montar, conforme posso, algo parecido. Eu, por exemplo, descobri que amo saias rodadas. E que gosto muito de misturar motivos, por exemplo: rock com fofura (exemplo: Saia rodada de flores com coturno). E eu não estou falando que isso está certo ou errado, estou falando que isso sou eu. Você precisa descobrir o que é você.
Em algum momento você vai perceber que muitas das referências que você pegou pra seguir tem um detalhe ou muitos em comum. Olha o seu estilo surgindo ai!
Você precisa ir tentando montar looks, partindo das suas referências, usando o que você já tem no seu guarda roupas. E as peças coringas que você percebe que estão faltando para compor, você anota em uma lista. Assim, o dia em que você for às compras ou sair por ai e encontrar por acaso, vai comprar exatamente o que você precisa, e não o que você acha, vagamente, que pode combinar com alguma coisa, algum dia, no seu armário.
Essas compras com foco, vão garantir que você consiga usar as peças que comprou em vários looks diferentes e não só da mesma forma de sempre.

Referências escolhidas, salvas, looks montados e agora?
O terceiro passo é: Fotografar.

Parece a maior doideira. Mas funciona. Sabe quando você sem querer faz uma combinação diferente que dá certo com as coisas que você tem? Se guardasse uma foto deste look, seria de grande valia pra aqueles dias que tudo que você quer é estilo e o que você menos tem é tempo e/ou paciência pra botar tudo abaixo.
Deixa as fotos guardadas em algum lugar. Salva no celular ou no pc, coloca no pinterest em uma pasta privada. Ou você pode publicar em alguma rede social, se assim for sua vontade. Mas monte o seu guia de combinações com as suas peças. Se puder já colocar com os acessórios, melhor.
Parece bobeira, mas você já pensou sair do banho, olhar as fotos e ir direto nas peças certas? Mão na roda, minha camaradagem! Qualquer crise de TPM seria salva por essa simples dica. Rs

Eu espero muito que estas dicas sirvam de ajuda pra alguém como servem pra mim. Ter uma identidade é muito importante, e pra isso você não precisa ser diferente de tudo ou igual a alguma coisa. As referências são ótimas até mesmo pra você conhecer mais sobre você, seus gostos e valores. No fim o objetivo é só se sentir bem!

OBs: A minha lista vai ajudar as mulheres, mas nada impede que os caras façam a mesma buscar por referências nas redes sociais. Aliás, indico e quase faço um apelo! Meninos, busquem estilo! Pra roupas, cabelos, acessórios… tudo.  Não tem nada mais atraente que um cara bem resolvido.

 

Alguns Instagrams que podem ser úteis:

FotorCreated

E se nenhum destes faz o seu estilo, acredite: tem mais algumas toneladas de onde estes vieram.
Na dúvida, joga a palavra “outfit” ou o nome de uma peça de roupa que você quer combinar na busca de hashtags do instagram que você encontra uma porção de fotos e segue os perfis certos. Outra dica é entrar em blogs e dar uma olhada na sessão de blogs favoritos da pessoa, e ir olhando de blog em blog até encontrar os estilos que são mais a sua Vibe! E, homens: existe blog e instagram masculino de outfit e lifestyle!  😉

Exemplo? http://blogdokadu.com/   –  https://instagram.com/kadudantas


Sem desculpas, hein?!

Boa sorte!


Bia

Deixe uma resposta