Arrependimentos

Arrependimentos

 

 

 

 

Quem nunca se arrependeu de algo que fez só pode sofrer da memória. Todos nós carregamos arrependimentos conosco ao longo da vida. Alguns são pequenas bobagens, outros imensos e pesados fardos, mas, se existisse alguma forma de voltar no tempo e alterar alguma coisa, com certeza nós faríamos.

Bom, na verdade eu já não tenho mais tanta certeza de que se pudesse voltar ao passado e fazer alguma alteração, eu mudaria alguma coisa.

Minha existência, ainda que breve, afinal completei meu ¼ de século outro dia, não tem sido tão leve assim.

~se bem que, falando assim: ¼ de século, parece que eu sou um museu, haha, foco! Foco! Foco! ~

E como seria legal se tudo sempre desse certo. Se nós nunca estivéssemos errados em nossos “achismos” em nossos depósitos de confiança, nas nossas escolhas… Mas, o universo conspira minha gente. E embora ele esteja a nosso favor (já disseram, Nando Reis, Charlie Brown Jr e tantos outros pensadores da música e dos versos), às vezes ele está a favor do nosso crescimento. E tem outra forma de crescer se não for ralar joelhos?

Cada um aprende de uma forma, isso é fato. Mas as lições vêm quase sempre da mesma forma, que geralmente é a forma contrária daquela que nós desejamos. Daí, as coisas parecem ter dado muito erradas, e se tornam arrependimentos.

Mas será que elas deram errado mesmo?

Uma vez eu escrevi uma frase que era mais ou menos assim: “Se não fosse o passado, como um de nós poderia, hoje, falar de amor?”.

E como faz sentido. O processo é esse, você se lembra das coisas no passado, porque sempre revira a sensação que ela te trouxe no momento, e, que talvez tenha sido ruim, mas e o aprendizado?

Quanto você aprendeu a ser tolerante, a amar, a perdoar, a cuidar, a levantar e seguir em frente tem muito mais a ver com o nosso passado e por sua vez com nossos arrependimentos, do que com aquelas outras situação que nós enfrentamos facilmente e sem tortura.

Poder mudar um arrependimento destes, poderia excluir de vez uma característica boa que você tem hoje, e que foi construída através daquele passado.

Eu acredito que seja muito difícil para algumas pessoas entenderem isso. Alguns passados doem demais, e ás vezes a gente se culpa por eles.

Mas passado é fardo e vai ser sempre. Obvio que algumas coisas são boas de lembrar, mas o que não é NÃO DEVE SER.

E o motivo é simples: Não poderia ter sido diferente.

Independente da sua religião é importante saber disso: As coisas acontecem como tem que ser. E não é culpa de nada, nem de ninguém. É perder tempo e se debulhar em martírio revirar tudo isso a procura de culpados e motivos. Só deixa ir.

E mais do que isso: Deixa vir! Deixa vir mais! Deixa vir melhor! Recebe sem medo e de peito aberto o que há de vir. Confiando que, agora você está mais forte do que antes, e que seja lá o que for, quando se for, você vai saber tirar o melhor.

Bia

 

 

 

Um comentário em “

Arrependimentos

Deixe uma resposta