2016: Mais Caraminholas Para Todos Nós !

Você pode ler este texto ao som de Beatiful Day.

Começamos o ano de 2016 e eu francamente acho que não teria chegado até aqui, embora não tão longe, se não fosse a imensa quantidade de universo paralelo que eu crio e alimento dia após dia.

Sério. Eu crio histórias na minha cabeça, mais precisamente sobre o momento e sobre o que eu significo neste momento. Assim eu aumento e diminuo a proporção das coisas e situações conforme o sentimento que elas me proporcionam. Exemplo? Tá. Digamos que eu tenha que passar por um evento ‘x’ que seja uma situação bem desagradável. Eu tento fazer uma fantasia em torno daquele evento de forma que ele fique menos importante, pra que assim, eu consiga efetivamente cumprir o tal evento sem que ele se torne um monstro com mais cabeças do que deveria ser.

Acontece que eu percebi que minha cabeça vai longe. Caraminholas e mais caraminholas trabalhando a mil a todo o momento, criando coisas e situações e roteiros. Verdadeiras novelas com começo meio e fim em questão de segundos. E eu percebi que, embora fosse muito estranho sair de si e viajar para outras ‘realidades’, não era algo que eu conseguia deixar de fazer, logo, resolvi trazer isso a meu favor.

Eu sei. Parece coisa de doido. (perdi as contas de quantos textos eu já escrevi com está frase no meio)

E, acredite, eu também acho a maior maluquice. Mas foi um jeito a mais de eu encontrar paz no meio da minha ansiedade.

Eu crio personagens, me fantasio, mudo o meu jeito de encarar as coisas, mudo de opnião, começo a ver outras coisas de outro jeito, por outros pontos de vista e vou aumentando cada vez mais essa minha experiência em dramatizar a minha própria vida real.

Eu não espero que todos entendam isso, mas é bem estranho como isso faz bem pra mim, na grande parte das vezes, fabularizar – por assim dizer- algumas situações me ajuda a enfrentar a vida, que dia ou outro ( ou quase sempre) não é mel na chupeta não.

E você, o que faz pra facilitar o seu fatídico encontro diário com a vida real?
– Por favor, me faça sentir mais normal e me conte. (risos)

Desejo um 2016 com muita paz, saúde e amor. E sabendo que nem tudo é perfeito, eu desejo resiliência, força pra lutar e caraminholas até não poder mais pra tornar tudo mais bonito e menos dolorido.

Vai dar tudo certo! Vai ficar tudo bem!
Não desista e tenha fé!

Obrigada pela companhia !
Vocês são muito amor.

Até !
<3

Ah, Não esquece de me seguir também no Snapchat! É a minha rede social mais “up to date”. 😉  
Snapchat

Deixe uma resposta